ago 03, 2016 / by cedaps_jc2013 / Comments are off for this post

borel

Na última segunda-feira (02), cerca de 30 jovens se reuniram na quadra da Unidos da Tijuca no Borel, para o início do programa Jovens Construtores, uma iniciativa da Youthbuild International, implementado no Brasil pelo CEDAPS, que formará jovens na área de construção civil. Para a edição na comunidade, a organização conta com a parceria do Instituto da Cidadania Unidos da Tijuca. Além da formação profissional, o projeto pretende fazer com que esses jovens sejam capazes de produzir mudanças pessoais, familiares e comunitárias.

Ivan Bernardo nasceu na comunidade do Morro do Borel e há pouco mais de quatro meses, mudou-se do berço de criação. Formado em Arquitetura e Urbanismo agora retorna ao local de nascimento como instrutor da oficina de Cálculo para Construção Civil, no programa Jovens Construtores. Ivan serve de referência de como a qualificação profissional pode impactar mudança na vida de jovens.

“A parte social vai ser impactada com o projeto dos Jovens Construtores. Aqui existe defasagem de autoestima. Eu vivi isso e agora eu vou dar orientação para eles seguirem e concretizarem os seus desejos. Eu estou aqui para mostrar que qualquer um pode realizar seus sonhos”, disse.

borel 2

Além das aulas teóricas, os alunos terão a oportunidade de colocar em prática o aprendizado, promovendo mudanças nas suas residências e na comunidade. A diretora do CEDAPS, Katia Edmundo, destaca que essa prática faz parte do desenvolvimento dos jovens como profissionais e como cidadãos: “o programa traz uma oportunidade para os jovens desenvolverem ações em beneficio deles e da comunidade. Um componente do programa é o desenvolvimento dos jovens e a colocação deles tanto no mercado de trabalho, quanto no aperfeiçoamento do processo educacional. Outro componente é o desenvolvimento comunitário, para trazer desenvolvimento para a população”, comentou.

Além da formação do profissional, a expectativa do Jovens Construtores é transformar a vida dos jovens participantes, colaborando no seu desenvolvimento social e pessoal. O vice-presidente do Instituto da Cidadania Unidos da Tijuca, Carlos Júnior, conta que já percebe uma transformação nos jovens: “eu nunca vi uma euforia e apreensão tão grandes na comunidade como agora com esse projeto. Os jovens têm uma perspectiva de mudança. O Projeto Jovens Construtores constrói vidas”, finalizou.

borel 3

Em parceria com o SECONCI (Serviço Social da Indústria da Construção do Rio de Janeiro) os jovens receberão iniciação básica na área. Além da formação profissional, o projeto quer promover o desenvolvimento vocacional dos jovens participantes e, para isso, conta com a parceria do CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola). A prioridade do programa são jovens que apresentem dificuldades e/ou não estejam na escola e que não estejam trabalhando.

“Nós temos ações voltadas para a inserção do jovem no mercado do trabalho. Esse é o nosso papel. Temos por tarefa promover o conhecimento do jovem. Mas só isso não é suficiente, então nós saímos da nossa sala e vamos para as comunidades, como aqui no Borel, e vamos mostrar que o caminho do trabalho leva ao sucesso”, disse Paulo Pimenta, superintendente executivo do CIEE.

Tags: